Argentino lança livro que pode ser plantado

foto
Uma história sobre a importância das florestas

Foto: Divulgação

O texto tem como narrador uma criança que leva os leitores a uma viagem à selva equatoriana. Confeccionado com papel reciclado, sementes de jacarandá e tintas biodegradáveis.

Uma história sobre a importância das florestas não poderia ter um destino final melhor do que transformar-se em uma árvore. É essa a proposta do "Mi papá estuvo en la selva" (Em português, Meu pai estava na selva), publicação infantil do ilustrador argentino Gusti.

Se para fabricar papeis é preciso derrubar árvores, que tal fazer o contrário? Foi pensando na questão ambiental que o material de Gusti foi confeccionado com papel reciclado, sementes de jacarandá e tintas biodegradáveis. Assim, após a leitura, o livro pode voltar para onde veio.

Batizado de “livro-árvore”, a história é baseada na experiência do próprio autor na selva amazônica. Entretanto, o texto tem como narrador uma criança, que, com inocência e humor, leva os leitores a uma viagem à selva equatoriana.

“Um ótimo pretexto para falar sobre a destruição do meio ambiente, a diversidade cultural e o respeito para com todos os seres vivos”, afirma a editora Pequeno Editor. Para quem ficou curioso, as primeiras páginas do livro podem ser lidas aqui.

Após a leitura, que ainda pode ser repassada para outros pequenos leitores, basta umedecer o livro, colocá-lo em um local fresco e mantê-lo úmido até que germine. Depois é só plantar a publicação e regar com regularidade.

Segundo a editora, Gusti é um dos ilustradores de livros infantis mais reconhecidos no mundo. Porém, neste caso, ele se dedicou a escrever o livro, deixando a ilustração para a francesa Anne Decis. Com 36 páginas, ele está disponível para compra online, confira aqui.