Hotéis onde se pode dormir com os livros

foto
Conheça os sete hotéis

Conheça os sete hotéis onde pode dormir rodeado de livros.

Há hotéis que têm o ginásio ou a piscina abertos durante a noite. Mas para quem gosta de ler antes de dormir, nada como ficar num hotel repleto de livros e com bibliotecas que nunca fecham portas.

O The New York Times fez uma seleção. Nós fizemos crescer a lista: há hotéis que têm salas de leitura ou livrarias com milhares de exemplares à disposição, e que funcionam 24 horas por dia. Outros não têm telefone, wi-fi ou televisão nos quartos. Há ainda os inspirados em escritores de renome. Conheça os hotéis nas imagens abaixo:

1. Library Hotel, Nova Iorque O Library Hotel tem uma sala de leitura (library room) com seis mil livros que nunca fecha portas;

2. Heathman Hotel, Portland O Heathman Hotel, em Portland, tem uma livraria aberta 24 horas por dia, 365 dias por ano, e possui uma coleção de 2700 livros autografados por alguns dos mais importantes nomes da literatura contemporânea;

3. Sylvia Beach Hotel, Newport O Sylvia Beach Hotel, debruçado sobre o mar, em Newport, é o típico paraíso para escritores. Não há telefone, wi-fi ou televisão e os quartos são inspirados em autores como Agatha Christie, Mark Twain, William Shakespeare ou Jules Verne;

4. B2 Boutique Hotel & Spa, Zurique Nem todos os hotéis literários ficam nos Estados Unidos, naturalmente. O B2 Boutique Hotel & Spa, em Zurique, tem uma wine library, onde os hóspedes podem beber um copo de vinho e escolher entre os seus 33 mil livros;

5. Eurostars Book Hotel, Munique No Eurostars Book Hotel, em Munique, cada andar é dedicado a um género literário;

6. Taj Falaknuma Palace, Hyderabad O Taj Falaknuma Palace, um palácio indiano do século XIX, tem uma livraria com mais de cinco mil livros e manuscritos raros;

7. Gladstone’s Library, País de Gales Talvez o mais impressionante o Gladstone’s Library, no País de Gales. Tem nada mais nada menos do que 250 mil livros à disposição, e uma biblioteca com quartos. Confortáveis, garantem os responsáveis.

*Publicado no Volta ao Mundo.